jueves, 16 de octubre de 2008

Os bons tempos...

Pregunté más abajo ¿quién dijo que siempre tiene que haber una foto en portada?, y aporta Claudio Versiani que también se puede publicar una foto sin título, por lo menos en la época de oro de Correio Braziliense (o en cualquier redacción que se anime a ser cretiva, a correr riesgos, a sacudirse la modorra, el aburrimiento y la burocracia de encima). Es la portada del 13/4/2000:

O que fazer quando uma foto dispensa o título ? Simples, dispensar o título. Assim foi feito na edição do jornal Correio Braziliense que trazia a foto do “drama de Ronaldo”. Não havia título possível ou que acrescentasse algo à imagem.

Claro que deu confusão, antes mesmo do jornal chegar às ruas. No final da noite, algumas rádios e algumas emissoras de TV ligavam para a redação do CB para saber qual era a manchete do dia seguinte. Nesta noite alguém do Correio teve que explicar que o jornal sairia sem manchete ou que a manchete era uma fotografia. A explicação não era aceita. Aonde já se viu um jornal sem manchete?

Mas como todo bom jornal que se preza, o Correio Braziliense dessa época gostava de uma boa confusão. Mesmo dentro da redação a falta de manchete causou estranheza. A capa do Ronaldinho foi obra do Señor Chico Amaral e do jornalista Ricardo Noblat, e se estou esquecendo alguém, peço desculpas antecipadamente.


Más en PicturaPixel.

Os bons tempos tem que voltar!